Aprenda como desenvolver inteligência financeira para administrar um negócio

Tempo de leitura: 6 minutos

A inteligência financeira é definida como “a coleta de informações sobre assuntos financeiros para entender sua natureza e capacidades”. Em se tratando da administração de empresas, o desenvolvimento dessa habilidade é imprescindível para o sucesso.

No início de um negócio, o proprietário acaba tentando solucionar e entender tudo sozinho, mas à medida que o negócio vai aumentando, algumas das burocracias financeiras podem ficar a cargo de um contador. Dessa forma, muitas vezes, o empresário abdica de lidar com suas finanças e deixa de desenvolver sua inteligência financeira, o que impacta significativamente no crescimento do negócio.

Se você quer aprender a desenvolver sua inteligência financeira e conseguir gerir melhor o dinheiro da sua empresa, leia este post até o final! Temos excelentes dicas de como agir para que isso aconteça.

Aja com inteligência financeira

Como é a mentalidade de um empresário financeiramente bem-sucedido? Essa é uma ótima pergunta, mas sua resposta é um tanto quanto complexa. Não há uma receita de bolo que faça as empresas terem sucesso financeiro.

Em vez disso, é um conjunto de múltiplos processos, ações e hábitos que determinam o verdadeiro êxito. Você pode começar com alguns dos principais elementos: visão, metas e disciplina mental.

Visão

Empreendedores com sucesso financeiro sabem onde querem chegar com seus ganhos antes de começar um negócio. Eles entendem que a visão está em primeiro lugar e orienta o resto da jornada. Se você não sabe para onde está indo, como pode tomar as atitudes financeiras adequadas?

Metas

A trilha para desenvolver inteligência financeira envolve o desenvolvimento de metas financeiras inteligentes. Elas devem ser claras e concisas, portanto, devem ser específicas, mensuráveis, atingíveis, relevantes e temporais (SMART). Assim, geralmente, contribuem para o sucesso financeiro da sua empresa.

Disciplina Mental

Disciplina mental envolve foco, e desenvolvê-lo vai te ajudar a ter disciplina mental para permanecer no caminho certo caso seu negócio enfrente momentos de recessão econômica.

Isso pode ser um desafio, mas é um dos diferenciais que ajudam os empreendedores a perseverarem e não fecharem suas portas nos primeiros dois anos de negócio.

Tenha controle dos gastos e receitas

Quando o dinheiro está “curto”, o estresse aumenta. E quando os ganhos estão favoráveis, a empolgação também é grande. Porém, em ambas as circunstâncias, é fundamental ter a frieza necessária para organizar suas finanças, embora possa ser a tarefa mais difícil ao administrar o negócio.

No entanto, o empresário que não organiza bem suas despesas e suas receitas pode não sobreviver à concorrência do mercado por muito tempo. Esse controle é essencial para sua gestão financeira: garante melhor planejamento e apoia os processos de tomada de decisão.

Considerando que gastos e receitas estão entre os três fatores mais importantes — lucro é o terceiro — para o sucesso do seu negócio, algumas dicas que damos para controlá-los de forma inteligente são:

  • tentar compreender a estrutura de gastos e receita do seu negócio;
  • procurar ter um planejamento financeiro;
  • buscar entender e ter controle sobre seu fluxo de caixa;
  • antecipar pagamentos, quando possível;
  • atualizar-se periodicamente em relação ao dinheiro que entra na sua empresa.

Trabalhe sua inteligência emocional

A Inteligência Emocional (IE) pode ser definida como a capacidade de compreender, gerenciar e, efetivamente, expressar os próprios sentimentos, bem como entender sentimentos dos outros.

A Inteligência Emocional é absolutamente essencial na formação, manutenção e aprimoramento das relações pessoais íntimas, e, ao contrário do QI (Quociente de Inteligência) — que não muda significativamente ao longo da vida —, ela pode evoluir com o nosso desejo de aprender e crescer.

Conforme afirma Dale Carnegie, um escritor norte-americano, “nós seres humanos somos seres naturalmente emocionais e não lógicos — nossas emoções influenciam a maioria de nossas decisões”.

Portanto, ter sucesso na vida financeira, assim como na maioria dos aspectos da vida é, portanto, dependente de nossa capacidade de equilibrar o apelo emocional e lógico. Algumas das atitudes que você pode tomar para desenvolver sua inteligência emocional são:

  • assumir a responsabilidade por seus sentimentos e comportamentos;
  • praticar respostas, em vez de reações;
  • ter mais empatia;
  • criar um ambiente de trabalho mais positivo.

Aprenda sobre investimentos

Saber investir é uma ferramenta para construir riquezas, e não é apenas para especialistas em finanças. Qualquer empresa pode começar um programa de investimentos, e vários veículos facilitam o início de pequenas quantias e o adicionam a um portfólio periodicamente.

Porém, quando se quer aprender a investir, é preciso estudar bem as possibilidades. O maior erro que investidores principiantes podem cometer é aplicar o dinheiro de sua empresa diretamente em qualquer fundo antes de saber o que está fazendo. Cada erro pode te custar grandes prejuízos para o seu negócio.

Por isso, comece pesquisando as diferentes formas de investimento e veja qual delas mais se adéqua aos seus objetivos financeiros — se são os investimentos de renda fixa ou renda variável. Além disso, pondere sobre questões como:

  • Em quanto tempo você quer ver o resultado do seu investimento — a curto ou longo prazo?
  • Para qual finalidade você pretende utilizar o retorno do dinheiro investido — novos produtos ou serviços, expansão do negócio, compra de material ou ferramentas de trabalho?
  • Qual o retorno que você espera do seu investimento — grandes, médias ou pequenas quantias de dinheiro?

Refletir sobre essas questões e pesquisar a respeito das melhores formas de investimento para o seu negócio vai abrir sua mente para as questões de finanças. Tudo isso, consequentemente, vai ajudar a desenvolver sua inteligência financeira.

Supere seus medos

Para superar o medo de números, é importante começar a lidar com as finanças. Afinal, não se trata de nenhuma ciência extremamente complicada.

Pense da seguinte maneira: entender sobre finanças é a forma como as empresas mantêm sua pontuação. É o mesmo que contar gols em jogos de futebol, mas, em vez disso, você está medindo o progresso da sua empresa por meio do seu desempenho financeiro.

Tenha ajuda de especialistas

Outra forma de desenvolver sua inteligência financeira é buscando aconselhamento com especialistas, como um contador experiente em finanças. Ele poderá te ajudar a entender quais são as melhores formas de lidar com os recursos financeiros do seu negócio.

Por meio de consultoria com uma empresa de contabilidade online, por exemplo, você tem a facilidade de obter insights importante e adquirir conhecimentos financeiros mais profundos, sem precisar sair da sua empresa. Isso ajuda a aumentar sua inteligência financeira e a aprender a melhor forma de investir e reinjetar dinheiro em sua empresa. Tudo isso pode ser crucial para a próxima grande decisão a ser tomada em sua organização.

Gostou do post? Então assine nossa newsletter e receba periodicamente nosso conteúdo com dicas de contabilidade e finanças!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *