Como contratar funcionários para micro e pequenas empresas?

Tempo de leitura: 3 minutos

Quando um empresário necessita contratar funcionários para sua pequena ou microempresa, é normal que ele fique com muitas dúvidas, quando não com receio de agir de forma inadequada. Porém, essa tarefa não é tão complicada como poderia parecer à primeira vista.

Continue com a leitura deste post, que tratará desse tema de modo bem tranquilo: a partir de uma historinha fictícia, vamos falar sobre como proceder essa contratação, os cuidados necessários e a importância de conhecer e respeitar a respectiva legislação. Vamos em frente!

Como contratar funcionários para PME’s

A contratação de funcionários para as pequenas e microempresas (PME’s) não é um procedimento dos mais difíceis, desde que se tomem certos cuidados básicos. Neste artigo, explicaremos isso a partir da seguinte história fictícia:

Paulo é um pequeno empresário — sua empresa tem dois colaboradores —, e passa por um momento de crescimento e a consequente necessidade de contratar mais um funcionário. Para tanto, buscou a assessoria de Roberto, um contador experiente e dono de um conceituado escritório contábil.

— Paulo: Olá Roberto, como vai?

— Roberto: Tudo bem, e você? Qual o motivo da agradável visita?

— Paulo: Eu gostaria que você me dissesse o que eu preciso fazer para contratar mais um ajudante para minha empresa. Sabe como é: eu praticamente não entendo de nada disso!

— Roberto: Não é nada complicado. O primeiro ponto é se planejar. Elabore um fluxo de caixa — relatório que contém suas entradas e saídas de recursos financeiros, tanto atuais como futuras (projeção) —, de modo que você tenha segurança quanto aos pagamentos que terá que efetuar, tanto em termos de salários como de direitos trabalhistas e previdenciários.

— Roberto: Outra coisa importante é que você busque se familiarizar com a legislação, principalmente a trabalhista, da previdência e a tributária. Você pode, ainda, contratar um escritório de contabilidade para tratar dessas questões.

— Paulo: Legal! Então, é só isso?

— Roberto: Só isso? (risos). Saiba que você já está diante de um mar de tarefas. Mas as coisas não param por aí! Você terá que ser cauteloso quanto à seleção do candidato e, uma feita sua escolha, providenciar todos os registros necessários.

A importância de obedecer à legislação

A seguir, tratou-se da questão da importância de obedecer às leis que regem a contratação.

— Roberto: Você ainda terá que ser cuidadoso quanto ao cumprimento rigoroso da legislação. Não deixe de efetuar o pagamento dos salários, das contribuições, como o Fundo de Garantia por Tempo de Serviço (FGTS) e a Contribuição Previdenciária Patronal (CPP).

— Paulo: A coisa é tão grave assim?

— Roberto: Perfeitamente! Saiba que qualquer deslize, por menor que seja, poderá gerar uma ação na Justiça do Trabalho, sem contar uma eventual fiscalização pelos órgãos governamentais.

— Paulo: Puxa vida! Realmente, é necessário ser bastante cauteloso.

— Roberto: É isso aí! Você entendeu bem o espírito da coisa.

— Paulo: Fico muito agradecido, meu amigo! Você conseguiu esclarecer quase todas as minhas dúvidas.

— Roberto: De nada! Precisando, é só entrar em contato.

Então, ficou mais clara a questão de como contratar funcionários para os pequeno e micro empreendimento? É só questão de tomar as decisões corretas e no momento certo!

Acompanhe-nos nas redes sociais para enriquecer ainda mais seus conhecimentos nesse campo. Estamos no FacebookTwitterInstagram e LinkedIn. Até breve!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *