MEI: 4 motivos para contratar um contador agora mesmo

Tempo de leitura: 3 minutos

Existe um boato muito difundido de que MEIs podem existir sem ajuda alguma de profissionais contábeis. Porém, quando detalhamos as obrigações dos microempreendedores e outras situações específicas, percebemos que existem motivos para contratar um contador.

Em alguns casos, a não contratação pode determinar limitações para os empreendedores. Em outros, a falta de ajuda especializada pode permitir que o negócio tenha transtornos e até seja multado.

Agora, entenda por que o auxílio de um profissional da área é essencial para o MEI. Boa leitura!

1. Comprovação de renda

Existem várias formas de um MEI comprovar renda, mas as mais aceitas pela maioria das instituições financeiras e outras empresas que solicitam a comprovação são declaração de faturamento e Declaração Comprobatória de Percepção de Rendimentos (DECORE).

A declaração de faturamento mensal, quando solicitada, deve ser assinada por um contador responsável pelos dados e que, ao mesmo tempo, atesta a veracidade deles e da movimentação empresarial com sua assinatura.

Já a DECORE é um documento com a mesma finalidade, mas que comprova a renda do empreendedor, pessoa física. Ele apenas pode ser emitido por contadores, pois é transmitido ao conselho de contabilidade da região pelo profissional contábil para liberação da emissão.

2. Emissão de notas fiscais e atendimentos às obrigações associadas

Nem sempre o MEI precisa emitir documentos fiscais, mas quando vende ou presta serviços a outras, obrigatoriamente deve emitir. Nesse momento, algumas dúvidas podem surgir, pois os layouts de notas fiscais são complexos e exigem várias informações, inclusive detalhadas.

Além dos dados, que precisam ser preenchidos sem erros, existem outras obrigações relacionadas aos documentos. Portanto, nesse sentido, os motivos para contratar um contador são ter maior segurança no cumprimento de obrigações e evitar o recebimento de multas.

3. Contratação de empregado

Caso seja necessário contratar um funcionário, é fundamental que o microempreendedor tenha um contabilista para dar apoio. Isso porque, além dos cálculos necessários mensalmente, outras obrigações são exigidas dos contratantes, como:

  • envio de relatórios da folha de pagamentos a órgãos públicos;
  • cálculo de encargos e emissão de guias;
  • envio de obrigações acessórias relacionadas à folha;
  • cálculo de 13º salário, férias e, possivelmente, rescisão.

Junto a todo o conhecimento legal necessário para os procedimentos de contratação, manutenção e demissão de empregado, existem ferramentas necessárias para emitir relatórios e guias, às quais normalmente os empresários não têm acesso ou sequer conhecem.

4. Mudança de porte, se preciso

Sendo necessário, por algum motivo, mudar o porte para microempresa (ME) ou empresa de pequeno porte (EPP), como aumento de faturamento ou necessidade de mais contratações, é necessário contar com um profissional contábil.

O processo de mudança de porte exige procedimentos de alteração complicados e que passam por diferentes etapas, incluindo tarefas nos âmbitos da Receita Federal e da Junta Comercial do Estado, separadamente. Além disso, MEs e EPPs precisam contar com contabilistas para atendimento a obrigações legais e responsabilidade técnica sobre elas, como da escrituração contábil.

Mudar o porte do negócio, contratar funcionário, emitir nota e comprovar renda são necessidades comuns de microempreendedores individuais, além de outras específicas que também indicam a necessidade de um profissional contábil. E ainda mais positivo, junto ao auxílio especializado, é ter a possibilidade de contar com um escritório que ofereça atendimento focado em MEIs e pequenas empresas, ofereça plataforma online para o cliente e atendimento próximo.

Então, se você tem motivos para contratar um contador, entre em contato conosco e obtenha a ajuda profissional necessária.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *