Saiba a importância do compliance fiscal para sua empresa

Tempo de leitura: 4 minutos

Todo empreendimento precisa atender à legislação, de acordo com as atividades por ele desenvolvidas, da mesma forma que deve cumprir os regulamentos internos: não é por que um negócio é de pequeno porte que a sua responsabilidade nesses aspectos é menor.

Mesmo as pequenas empresas devem praticar o compliance fiscal para poder atender corretamente às obrigações fiscais e manter o seu desempenho administrativo e financeiro.

Neste post, apresentaremos o que é compliance fiscal e qual a importância dele para sua empresa. Acompanhe!

O que é compliance fiscal?

É um conceito originário do verbo inglês to comply, cujo significado é trabalhar em conformidade com as regras.

Adotar o compliance significa agir de acordo com o previsto na lei, seguindo os padrões exigidos para a sua atividade, cumprindo, de maneira correta, todas as obrigações para as áreas fiscal, contábil, trabalhista, previdenciária, jurídica, financeira e ambiental.

É também manter os controles internos e externos, as políticas e diretrizes estabelecidas para a sua empresa, em obediência às regras éticas e morais, sem transgressões.

Quais as vantagens do compliance fiscal?

O compliance é um método de trabalho que proporciona diversos benefícios. A seguir, alguns dos principais:

Minimiza os riscos de não conformidade

Uma vez que as organizações são fiscalizadas por inúmeros órgãos, como a Receita Federal e entidades regulatórias ligadas a seus setores de atuação, as práticas de compliance fiscal são fundamentais na prevenção e na correção de ações ilícitas.

As atividades de monitoramento efetuadas pelo compliance permitem detectar e evitar qualquer desvio em relação à operacionalização, diminuindo os riscos de não conformidade e simplificando as rotinas fiscais.

Reduz custos administrativos

A partir de processos internos corretamente estabelecidos, os fluxos de trabalho são otimizados, os colaboradores passam a utilizar os recursos e outros itens de forma mais consciente.

Além disso, procedimentos bem delimitados também promovem eficiência e eficácia organizacional, ajudando a reduzir custos.

Diminui a carga tributária

A organização dos processos e rotinas fiscais ajuda a identificar e neutralizar desvios e potenciais erros, evitando prejuízos com multas e sanções, além de possibilitar a economia tributária por meio de um planejamento e escolha adequada do regime tributário.

Sem sanções, aumenta a vantagem competitiva no mercado e a sustentabilidade do empreendimento. Com a redução da carga tributária e sem pendências fiscais, a companhia pode angariar descontos em linhas de crédito e aumentar os investimentos para ampliar os negócios.

Promove um controle eficiente

O compliance fiscal ajuda a manter um controle eficiente para que todas as exigências legais sejam atendidas de forma correta e dentro do prazo. Ele permite ainda:

  • conferir os dados contábeis e fiscais escriturados;
  • analisar as apurações de impostos;
  • conferir as obrigações acessórias que serão entregue, bem como o prazo de entrega;
  • controlar as demandas;
  • armazenar os arquivos XMLs da NF-e;
  • facilitar o acesso às obrigações já enviadas ao Fisco;
  • monitorar as Certidões Negativas de Débitos (CNDs);
  • fazer cruzamentos de dados, diária e mensalmente;
  • realizar auditorias.

Proporciona maior segurança

Esse conjunto de normas também proporciona maior segurança ao seu negócio devido a uma série de melhorias, como:

  • garantia da segurança da informação;
  • instauração da prevenção de fraudes;
  • elaboração de um planejamento estratégico;
  • equiparação da contabilidade às normas internacionais;
  • otimização da gestão de riscos e de pessoas;
  • melhoria no atendimento a auditorias internas e externas.

Por que o compliance fiscal é um bom negócio?

Alinhar o seu negócio às diretrizes legais, regulatórias e políticas é uma forma de mostrar à sociedade e ao governo que sua marca contribui, efetivamente, para a roda da economia girar, e isso aumenta sua competitividade no mercado.

Implementar um bom programa de compliance fiscal em uma pequena empresa não exige grandes investimentos, apenas um pouco de tempo e dedicação para entender e desenhar uma solução que seja a mais adequada ao seu porte e ao setor de atuação.

Resumindo, o compliance fiscal é um método que ajuda a determinar tarefas contábeis e fiscais para que tudo ocorra da melhor maneira possível e você passe a se dedicar a questões mais estratégicas, tomando as melhores decisões para o crescimento do seu negócio.

Compreendeu a importância do compliance fiscal para a eficiência da sua empresa? Tem alguma dúvida sobre as práticas de compliance? Deixe seu comentário!

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *